Glândulas de Tyson – Entenda Tudo o Que Precisa Saber

Tempo de leitura: 5 minutos

homem-cama-glanduladetyson

As Glândulas de Tyson consistem em estruturas pequeninas que estão situadas entre a glande e o prepúcio e podem trazer algum constrangimento quando visíveis. Essas glândulas tem a forma de bolinhas brancas que em alguns casos podem parecer verrugas como aquelas que são resultantes de DST (Doença Sexualmente Transmissíveis ). Contudo, essas glândulas não precisam ser motivo de alarde ou preocupação. A seguir vamos explicar melhor o que elas são e porque nem todo homem tem elas visíveis.

Entendendo as Glândulas de Tyson 

Todos os homens têm essas glândulas, contudo, grande parte deles não as tem visíveis. As bolinhas são aparentes em cerca de 8 a 12% dos homens, casos em que elas passam por processo de hipertrofia ou de aumento. São pequenas bolinhas que em geral se apresentam em forma de linha em torno da base da cabeça do pênis. O papel dessas glândulas é secretar substâncias que protegem o pênis e em alguns casos podem até mesmo facilitar a penetração.

Ressaltamos novamente que elas estão presentes em todos os homens e dessa forma assim como vigorexia não são doença. Quando visíveis lembram uma coroa em torno da cabeça do pênis, mas podem causar sobressalto pelo fato de serem muito semelhantes às verrugas causadas por DST. Nesse caso somente um especialista pode observar para diferenciar uma DST do surgimento das glândulas que é perfeitamente normal.

Atenção ao esmegma 

glandulasdetyson

As Glândulas de Tyson merecem atenção especial quando passam a secretar uma substância branca chamada esmegma que é uma resposta do organismo a falta de correta higiene com a região íntima. No entanto, deve ficar claro que o fato das glândulas estarem visíveis não significa que o homem em questão tem má higiene. Somente a secreção pode ser um indicativo dessa situação, mas ela também pode surgir quando se tem excesso de pele chamado de prepúcio.

Adolescência – Período de descoberta 

Grande parte dos homens que tem as glândulas superdesenvolvidas observa as bolinhas pela primeira vez na adolescência. Muitos jovens se assustam com a possibilidade de que seja algum tipo de doença relacionada à prática de masturbação ou por seu penis torto. Não existe ainda muita difusão a respeito das Glândulas de Tyson na grande mídia.

Você Conhece Todas as Formas de Bater Uma Punheta? Saia do Óbvio Aqui

Anomalia? 

glandulas de tyson

A presença dessas glândulas superdesenvolvidas não é entendida como uma anomalia, mas sim como uma variação anatômica do pênis. Sendo assim não há motivo para alarme. Porém, mesmo sabendo que as bolinhas não oferecem risco para a saúde alguns homens se sentem muito constrangidos com a sua presença porque as parceiras podem achar que se trata de algum tipo de DST. Por esse motivo a medicina já desenvolveu métodos para remover as Glândulas de Tyson.

Métodos clínicos para eliminar as Glândulas de Tyson 

Um processo bastante utilizado é o da eletrocauterização com anestesia local. É importante esclarecer que em alguns casos pode acontecer da região ficar ressecada e até mesmo com rachaduras, algo que é raro, mas pode acontecer. Lembramos que para a realização desse procedimento é fundamental ter acompanhamento médico.

Vale dizer, porém, que nem todos os homens que tem as Glândulas de Tyson superdesenvolvidas podem passar por esse procedimento de eletrocauterização. Tem casos em que o médico urologista percebe que não deve realizar o procedimento por questões estruturais. Com essa cauterização as glândulas são eliminadas de vez, somente voltam se o procedimento não tiver sido feito corretamente.

O valor médio dessa cirurgia gira em torno de R$ 400,00 e os convênios costumam não cobrir pelo fato de ser um procedimento estético. Os especialistas deixam bem claro que a eletrocauterização é um procedimento estético, não possui finalidade médica uma vez que as Glândulas de Tyson não são danosas para o organismo.

Nada de métodos caseiros 

Atualmente, a internet está repleta de blogs e sites que indicam métodos caseiros e recomendam picnogenol, porém não pode!! E até mesmo agressivos de eliminar essas glândulas e perigoso, consulte um médico. Não siga esses conselhos, pois você pode acabar criando um problema onde não existe um. Alguns jovens chegam ao absurdo de tentar cortar as glândulas com tesoura, isso além de ser muito arriscado não é eficaz, pois elas retornam depois de algum tempo.

Outros métodos que são muito nocivos e cada vez mais usados por jovens que não tem orientação médica é o uso de substâncias abrasivas como ácidos. Nenhum método caseiro será eficaz e ainda poderá acarretar em consequências graves. Devemos lembrar que o pênis é uma região muito delicada do corpo e esse tipo de procedimento sem cuidado pode causar machucados irreversíveis.

Consulte um médico urologista 

Saber que as bolinhas que aparecem eventualmente no pênis não são motivadas por DST é muito importante, pois como já dissemos as Glândulas de Tyson superdesenvolvidas podem ser muito semelhantes a verrugas resultantes de doenças. Os homens devem manter um acompanhamento regular junto ao seu médico urologista para ter certeza de que se trata das Glândulas de Tyson, as verrugas causadas pelo vírus HPV podem ser bem semelhantes. Descubra  como combater doenças hormonais com dexametasona acesse o link.

Curiosidade – De onde vem o nome das Glândulas de Tyson? 

Algumas pessoas associam as glândulas ao lutador de boxe Mike Tyson, mas não tem nada a ver com ele. O nome é uma homenagem a Edward Tyson, o cientista britânico que foi o primeiro a descrever as glândulas em 1694.

Recomendados Para Você:

4 Comentários

    1. Selena Mendez e Jhones Willian

      Diego,

      É sempre bom consultar o médico especializado no assunto para esse tipo de resposta.

      Responder

  1. É muito importante que o jovem ao perceber alguma alteração no pênis, mesmo que seja sem dor, possa passar por um médico para examinar e retirar a dúvida, especialmente se já iniciou as atividades sexuais. Essas “bolinhas salientes” que costumam aparecer exatamente na puberdade têm um nome: glândulas de Tyson. São mais conhecidas como “coroa perolada” e são normais tê-las, não tendo nenhuma relação com doenças sexualmente transmissível. Elas são como espinhas esbranquiçadas, têm ação na lubrificação da glande e atuam na proteção local. Às vezes essas glândulas apresentam um tamanho mais avantajado, sendo confundidas com doenças e podendo trazer constrangimentos para o adolescente.

    Responder
    1. Selena Mendez e Jhones Willian

      Verdade por isso é bom sempre estar atento a qualquer anomalia.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *